31 ago 2016

FAPEMIG REALIZA O SEMINÁRIO REDES DE PESQUISA

fotopost
Aconteceu quarta-feira (24/08/16), no auditório da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais (FAPEMIG) o Seminário de Avaliação das Redes de Pesquisa. A iniciativa reuniu os 13 representantes das redes beneficiadas com o apoio da FAPEMIG. O objetivo do evento é avaliar os resultados dentro de cada projeto e orientar os representantes de cada instituição sobre o futuro do programa.   Para a avaliação, foi montada uma comissão composta por cinco especialistas de outros estados. Os representantes das redes apresentarão à comissão e ao diretor de Ciência, Tecnologia e Inovação da FAPEMIG, Paulo Beirão, os resultados obtidos nos trabalhos, trocarão experiências com outros participantes e responderão aos questionamentos levantados pela banca. Segundo o diretor, apesar do critério de avaliação ser único, o julgamento deverá levar em conta a natureza distinta de cada rede para ser equitativo “A comissão deverá avaliar e julgar os perfis diferenciados de cada uma, levando em consideração suas particularidades de compartilhamento de estruturas e conhecimento”, acrescenta.   Beirão esclarece que todos os projetos são passíveis de renovação. A previsão é que, ao final desse mês, uma nova chamada pública direcionada às redes de pesquisa seja lançada.
O Programa A FAPEMIG apoia a criação e manutenção de Redes de Pesquisa Científica no Estado, em áreas estratégicas e de caráter multidisciplinar. Este Programa foi implantado com pioneirismo e, ao todo, a Fundação apoia hoje 13 redes: Rede Mineira de Biomoléculas, Rede Genoma de Minas Gerais, Rede Mineira de Nanobiotecnologia. Rede Mineira de Bioterismo, Rede Estadual de Biotecnologia para o Agronegócio, Rede Mineira de Propriedade Intelectual, Rede de Pesquisa em Oncologia de Minas Gerais, Rede Toxifar, Rede Mineira de Química, Rede Mineira de Teleassistência, Rede de Pesquisa em Doenças Infecciosas Humanas e Animais no Estado de Minas Gerais, Rede Mineira de Toxinas com Ação Terapêutica, Rede de Microscopia e Microanálise de Minas Gerais.

FONTE: FAPEMIG